Thiago Figueiredo Santana – IGAM

Voltar

“Comecei a acompanhar o CBH PCJ há 10 anos. Neste período, dois fatores se destacaram, na minha visão, sobre os diferenciais do que fazem do PCJ o CBH com maior destaque e poder atuante do país: a qualidade técnica das discussões e a capacidade mobilizadora junto à sociedade.

É comum os dissensos na seara de construção de políticas públicas, contudo, a maturidade do colegiado do Comitê PCJ propicia convergências construtivas na criação de regulamentações e políticas públicas para a Bacia, de forma notável.

Sua a atuação nos conflitos de disponibilidade, a destacar a renovação da outorga do Sistema Cantareira, bem como nas questões de qualidade, como a mudança de enquadramento do Rio Jundiaí, são exemplos para os demais CBH, reforçando o papel dos comitês de bacias na entrega de bens à sociedade.”